Criopreservação de Embriões

Criopreservação

Preservação de células, tecidos, órgãos ou embriões por congelamento. Em preparações histológicas, a criopreservação ou crio-fixação é utilizada para manter a forma, estrutura e composição química existente, de todos os elementos constituintes das amostras.

Criopreservação de Embriões

No decurso de um ciclo de tratamento de FIV/ICSI existe a possibilidade de se obterem mais embriões do que aqueles que são necessários para realizar a transferência para o útero, já que o número de ovócitos fecundados e o número de embriões obtidos podem ser diferentes dos previstos, mesmo tendo em conta todos os fatores clínicos que podem influenciar estes processos (por exemplo, idade da mulher, duração da infertilidade, fatores de infertilidade, qualidade dos ovócitos). Nestas condições, os embriões excedentes (não utilizados) podem ser criopreservados (conservados através do frio) e, se possível e desejado, usados posteriormente.

Aldair Fernando
Serviços
Publicado em 12/06/2013 18h34